Uma Manchete que não é nossa – Coluna Tri Digital

Confira o texto abaixo  também na coluna TRI.digital, na Revista Trifatto AGOSTO | SETEMBRO 2014

Na verdade, esta manchete já é nossa quando dizemos “uma manchete que não é nossa”, mas esta afirmação vem exatamente do desejo de começar a matéria dessa edição da Trifatto com um título que não seria nosso, dizendo: “Como o universo online está redefinindo o Shopping”.

O e-commerce cresceu 250% no Brasil entre 2008 e 2013, e a previsão é de que o e-commerce brasileiro deve faturar R$115 bilhões em 2018. Nessa onda de crescimento das compras online, surge uma figura que vem se tornando cada dia mais forte, o consumidor Xtreme Shopper. Esses consumidores são definidos por seu alto nível de envolvimento com a compra e uso exaustivo de tecnologia. Pesquisam mais na internet, usam sites de busca, apps e blogs para se informar sobre produtos que desejam encontrar as melhores ofertas.

uma-manchete

Este tipo de cliente preocupa o varejo pela prática conhecida como Showrooming caracterizada quando o consumidor vê o produto, pede explicações ao vendedor e deixa para comprar online de outro varejista. Hábito que está presente em 49% dos compradores online brasileiros; um número que supera o nível global de 37%.
É de extrema importância neste cenário, saber que é preciso garantir que as estratégias on-line e off-line estejam integradas, além de construir experiências para que os consumidores finalizem a transação da compra onde começaram, para não perder a venda nos estágios finais.

A oportunidade é desenvolver o “Friendly Showrooming’’ – comportamento similar ao Showrooming, porém o varejista da loja física consegue que a compra on-line seja feita na sua “loja virtual”. Na América Latina, 40% dos compradores adotam esse hábito, onde o Brasil apresenta a maior porcentagem de friendly showroomers (45%).

Os Xtremes Shoppers, com perfil mais exigente, movimentam mais dinheiro e são mais engajados, tornando-se mais valorizados por fabricantes, varejistas e gestores de marcas do mercado atual. É preciso buscar estratégias para integrar valor agregado a esse perfil de consumidor, criar plataformas de compra multicanais e customização na construção do relacionamento, para tomar as rédeas e atrair este público ativo e diferenciado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buy now