Um 2016 mais digital do que nunca é o que temos pela frente, principalmente com o Mobile cada vez mais enraizado em nosso cotidiano. Em 2015 o Google anunciou que o tráfego móvel ultrapassou o tráfego de desktop em 10 países diferentes, e lançou o algoritmo de atualização para eliminar progressivamente sites não otimizados para dispositivos móveis. O esperado para esse ano é o que o mobile ultrapasse o desktop em volume de tráfego, e que 29% do nosso tempo seja utilizado com dispositivos móveis.

 

Aplicativos

Com um ambiente controlado e altamente eficaz, os Apps podem fazer tudo o que os sites fazem de maneira mais intuitiva e acessível. Ainda não irão substituir completamente websites como um meio, mas em 2016 será inevitável que as empresas adotem vários novos aplicativos. Os bancos puxam a fila e em seguida vem o varejo, o setor de viagens e o de telecom.

 

Realidade aumentada

Realidade aumentada, trata-se da integração de informações virtuais a visualizações do mundo real. A RA não se trata de Realidade Virtual – na qual uma nova realidade é criada, ou seja, ao invés de entrarmos num ambiente tridimensional, é o 3D que imerge no realismo.

Até agora ainda não comprovada como uma tendência mainstream, porém com os dispositivos móveis cada vez mais “colados” em nossas mãos, as empresas que souberem ousar e oferecer experiências mais completas ao usuário com esse recurso, com certeza conseguirão destaque junto ao público alvo.

 

Mobile Commerce

Os números relacionados ao Mobile Commerce, ou m-commerce (comércio móvel) são animadores, no Brasil já representa 20% das compras online. O número de brasileiros que compram pela internet deve continuar aumentando neste ano, por outro lado, a tendência é que o ticket médio diminua em vista do orçamento reduzido das famílias brasileiras.

tendencias-02